Notícias

“Portugal Sou Eu” e Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas unem-se para divulgar a produção nacional

“Portugal Sou Eu” e Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas unem-se para divulgar a produção nacional

10-04-2017
“Portugal Sou Eu” e Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas unem-se para divulgar a produção nacional

O “Portugal Sou Eu” e a Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE) uniram esforços para promover o programa junto do setor - apoiando as empresas associadas no processo de adesão ao Selo do programa - e divulgar o valor que a atividade económica destas empresas representa a nível nacional.

Este protocolo com o “Portugal Sou Eu” surge no âmbito da recente aposta da ANEBE - de garantir a entrada de mais dez associados, compostos na sua totalidade por empresas nacionais - que irá permitir a união das empresas do setor e o apoio às bebidas espirituosas de produção regional, como a ginja, brandymel, medronho, bagaceira e os diversos tipos de gins.

Para o “Portugal Sou Eu”, “esta estratégia da ANEBE vem ao encontro dos objetivos do programa - que conta já com várias Empresas Aderentes neste setor - e irá ajudar a dinamizar um posicionamento diferenciador das marcas emergentes de bebidas espirituosas e a divulgar o potencial que o setor apresenta no mercado nacional e internacional”.

Para a ANEBE, “este pacto de trabalho com o “Portugal Sou Eu” reflete na íntegra o compromisso da nossa indústria com o crescimento e valorização da economia portuguesa. A ANEBE representa um setor de empresários que privilegiam uma cultura de qualidade, de originalidade nas suas marcas e inovação nos seus produtos. Esta aliança com o “Portugal Sou Eu” contribuirá ativamente para a promoção de produtos destilados das nossas tradições e riqueza endógena das nossas regiões.”

A indústria das bebidas espirituosas é um setor que incorpora substancial valor de matéria-prima nacional. Das garrafas de vidro às rolhas, passando pelo cartão utilizado para embalagens, pelos rótulos das garrafas e pelas paletes, pelo material para o ponto de venda, os copos, tudo é produzido em Portugal.

A ANEBE, que representa um setor cada vez mais nacional e exportador, com o valor da produção nacional a representar 35% do setor e onde cerca de 80% destas empresas são PME e empresas familiar, é representativa da fileira de produção, comércio e distribuição das bebidas espirituosas (ou destiladas) no quadro do setor agroalimentar da economia portuguesa.

Fonte: Portugal Sou Eu

Saber Mais

Partilhe Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter Partilhar no Google Plus Partilhar no Linkedin Enviar por e-mail